Como importar máquina virtual por linha de comando no VirtualBox

O VirtualBox tem o poder de importar máquina virtual previamente exportada no padrão industrial Open Virtualization Format (OVF), se você quer saber como exportar uma máquina virtual no VirtualBox clique aqui.

O OVF é um padrão aceito na maioria das soluções de virtualização e é normatizado pela Distributed Management Task Force (DMTF). Para mais informações sobre o OVF clique aqui

Utilizaremos o subcomando import do VBoxManage para importar máquina virtual por linha de comando no VirtualBox, acompanhe comigo: [CONTINUAR LENDO]

Vídeo explica o que é Open Source com LEGO

O que é Open Source? Ou, o que é Código Aberto?

Talvez você já tenha se perguntado e, embora seja um termo amplamente difundido na era em que vivemos, acredito que ainda há muitas pessoas que não sabem exatamente o que significa. Seja por não estar incluído neste meio, por falta de tempo ou talvez vontade, sei lá, cada um com seus motivos.

Para encurtar distancias e ajudar a esclarecer o que é Open Source, a galera da Bitblueprint e Moving Monday produziu um vídeo tipo stop motion muito simpático usando LEGO.

Ora, você deve estar pensando, uma rápida busca no Google resolve isto, esse cara tá viajando, pois então, o vídeo não revela nenhum segredo da tumba dos faraós, mas as pesquisas no Google, provavelmente vão te levar para lugares como a Wikipédia e afins, porém até agora não tinha visto algo como este vídeo, que conta de forma descontraída um assunto tão importante para o mundo da tecnologia.

Imagem do vídeo Open Source LEGO
Imagem do vídeo Open Source LEGO

Apesar da brincadeira com o LEGO, os caras conseguiram produzir um vídeo com uma narrativa muito simples, porém rica em conceitos do Open Source com o objetivo de poder explicar para qualquer um o que significa Open Source, abrindo os olhos para as questões positivas que cercam o paradigma de código aberto.

O vídeo está em inglês, mas você pode ativar as legendas que já ajuda bastante, vale a pena assistir.

Concurso de programação em Kivy Croosplataform Framework for NUI

Para a galera Python ligada no crossplataform do Kivy vai uma dica legal.

Os caras vão realizar o segundo concurso de programação em Kivy, com início em 15 de abril de 2014 e promessa de boas recompensas.

Para aqueles que ainda não conhecem o poder do Kivy encorajo a dar uma espiada, pois é um framework sensacional!

E tem mais, o concurso não é apenas para experts em Kivy, tem para todo mundo, pois os trabalhos serão avaliados conforme uma série de critérios que garantem espaço para os menos experientes nesta competição.

Kivy Programming Contest #2
Kivy Programming Contest #2

O primeiro concurso rolou em 2012 e um dos apps vencedores ainda está disponível no GooglePlay. Então porque não experimentar aquele que foi o terceiro colocado do concurso anterior, o joguinho Kivy Memory, em seu dispositivo Android clicando aqui e você ainda pode baixar as fontes dele aqui, não é demais?

Gostou? (tomará que sim! caso não que tal me contar porque escrevendo um comentário)

Pra quem ta curtindo a história toda, pode ter o prazer de sentir mais sabores da Kivy Croosplataform Framework for NUI conhecendo os demais projetos vencedores do concurso de 2012 neste link aqui ou simplesmente procurando por Kivy no GooglePlay.

Ah! Já ia esquecendo. A página oficial do concurso 2014 pode ser acessada clicando aqui.

Como exportar máquina virtual por linha de comando no VirtualBox

O VirtualBox utiliza o padrão industrial Open Virtualization Format (OVF) para exportar máquinas virtuais.

O OVF é um padrão aceito na maioria das soluções de virtualização e é normatizado pela Distributed Management Task Force (DMTF). Para mais informações sobre o OVF clique aqui

Vamos utilizar o subcomando export do VBoxManage para exportar uma máquina virtual por linha de comando no VirtualBox, acompanhe comigo: [CONTINUAR LENDO]

Pensando a respeito da formação das nações latino-americanas e da construção de uma possível identidade latino-americana

Somos resultado da compilação de muitos fatos e promessas de soluções imediatas, instintivas e animalísticas que, em sua maioria, foram criadas e impostas por outras culturas que aqui instalaram-se em diferentes condições.

Muitos daqueles que vinham não tinham a intensão de acreditar numa terra de alguém, mas sim no estatuto de uma terra que era de ninguém, em um pseudo-estado voltado para alguém. Alguns deles foram vítimas de engenharia social e aqui viraram pseudo-escravos, [CONTINUAR LENDO]

Google Earth não abre no Fedora x86_64

Estava eu instalando as coisas no meu Fedora 17 x86_64 recém instalado, quando cheguei na instalação do Google Earth…

Instalar o Google Earth é muito simples, acesse http://www.google.com.br/earth (para pt-BR) clique no botão “Download do Google Earth” e depois selecione a versão que deseja baixar. Eu baixei a .rpm de 64 bits (Para Fedora/openSUSE) e instalei assim:

yum install google-earth-stable_current_x86_64.rpm

[CONTINUAR LENDO]

Implantando Tornado com proxy reverso Nginx no CentOS 5

Este é o penúltimo da sequência de posts sobre uma implantação Tornado com proxy reverso Nginx no CentOS 5. O objetivo é ter um servidor que receba as conexões por uma única porta e distribua para as várias instâncias de Tornado, cada uma em porta diferente, no fim teremos algo como a figura abaixo:

Tornado atrás de um proxy reverso

[CONTINUAR LENDO]

RTOS – Sistema operacional de tempo real, experiência com RTAI no CentOS 5

Tive que fazer uma experiência com sistemas operacionais de tempo real para um trabalho da faculdade e tomei uma surra para encontrar um sistema tempo real para download prontinho para testar … então resolvi montar meu próprio ambiente RTAI em cima de uma instalação de CentOS.

Gravei toda minha experiencia em vídeos e postei no youtube, não tem áudio, nem edição, pois não deu tempo pra fazer, segue:

1- No primeiro vídeo faço a instalação mínima do CentOS, bem rapidinho 10 minutos…

[CONTINUAR LENDO]

Tornado e cx_Oracle no Python 2.6 em CentOS 5 com Oracle Instant Client

A instalação do CentOS utilizada para escrever este post é resultado dos procedimentos publicados no post Como criar uma máquina virtual no servidor Xen Centos 5 e instalar o CentOS pela rede e a instalação do Tornado, bem como do Python 2.6, que é pré-requisito para o Tornado que não está disponível no CentOS 5.8 é resultado dos procedimentos publicados no post Configurar o CentOS 5 para suporte ao Tornado no Python 2.6, os dois aqui mesmo na Compostagem Digital, portanto para ter uma instalação como esta de uma conferida neles.

Continuando …
[CONTINUAR LENDO]